A metáfora da motocicleta, uma reflexão que todos precisam ler

A metáfora da motocicleta, uma reflexão que todos precisam ler

Na estrutura do cérebro, há uma parte que está relacionada às sensações negativas, de modo que qualquer sensação que você tenha relacionado ao perigo alertará todo o seu corpo.

Essas armadilhas, que são gerais na parte emocional do nosso cérebro, são responsáveis ​​por algumas vezes ter bloqueios que estressam, angustiam, fazem você se sentir triste ou o enchem de raiva.

Por que a metáfora da motocicleta pode te ajudar a ser feliz?

A metáfora da motocicleta, a chave da felicidade

Para neutralizar as interpretações que essa parte do cérebro tem em certos momentos complicados, você deve fortalecer sua atitude ao enfrentar suas decisões. Portanto, os especialistas recomendam levar em consideração as metáforas como um bom recurso para saber como se comunicar com as atitudes emocionais das pessoas.

Se você imaginar que é uma motocicleta que está correndo, sempre com pressa e sem levar em conta os lugares por onde passa, o mais provável é que seu corpo seja prejudicado, você pode cair da motocicleta ou viajar sozinho.

A resposta para essa hipótese é a seguinte: pare a moto e avalie o que você está fazendo e como deseja fazer o tempo todo. Isso significa que aplicamos a metáfora quando estamos estressados.

Você imagina que está em uma motocicleta, rápido e muito nervoso e, naquele momento, decide valorizar tudo o que está fazendo. E o mais importante, viver um pouco melhor.

Dependendo do que você viveu, você geralmente reage por impulso. A neurociência explica que a biologia humana funciona como uma esponja, dependendo do seu comportamento. 

Portanto, é importante aprender a identificar problemas. Será a única maneira de você ser uma pessoa forte e capaz de entender suas emoções sem precisar escondê-las.

A metáfora das três gavetas para te ajudar

Essa metáfora consiste em imaginar os diferentes raciocínios que o ajudam a agir de uma maneira ou de outra e, assim, controlar suas atitudes e, acima de tudo, seu bem-estar.

Imagine que você tem uma cômoda com apenas três gavetas. Na primeira gaveta estão todas as respostas baseadas no que você gosta e no que deseja. Na segunda gaveta estaria o dever, dominado pelas consciências. Na maioria das vezes, eles buscam a aceitação racional de suas atitudes.

E, finalmente, a terceira gaveta é sobre o que você quer ou o que decide, onde os pesquisadores apontam que o objetivo real é.

Se você passar toda a sua lição de casa ou seu gosto para a gaveta do que deseja, pode ter uma atitude melhor. 

Você acumulará emoções mais positivas porque sente que é dono de sua vida e de suas decisões e não da instabilidade do que deseja e de suas obrigações.

Como você pode lidar com um bloqueio emocional?

Quando seu sistema emocional sinaliza o cérebro de perigo ou estado de alerta, o cérebro está ao seu serviço. 

Quando você está nessa situação, você fica bloqueado e esquece as coisas. Além disso, é difícil para você organizar e desanimar. Você cai em um comportamento complicado que dificulta o seu dia a dia.

Seu cérebro pode justificar seus sentimentos e sensações, pois mitiga seu desconforto emocional. Esse problema é agravado quando uma pessoa tem muito baixa autoestima, uma atitude que causa problemas ao seu círculo social e à sua qualidade de vida.

Você deve evitar a frase “sou assim” e dizer “aprendi a me comportar assim”. Dessa maneira, você saberá que tem o poder de modificar, pois alivia seus sofrimentos e conflitos com os outros, sabendo que precisa mudar o foco.

Você já se sentiu desmotivado? Você começará a aplicar essas metáforas em sua vida?

Compartilhe com seus amigos e familiares!

Deixe uma resposta