Esse Texto Vai Te Mostrar 4 Motivos Para Cortar Certas Pessoas Da Sua Vida Para Sempre

Esse Texto Vai Te Mostrar 4 Motivos Para Cortar Certas Pessoas Da Sua Vida Para Sempre

Todos passamos por momentos em que nós vemos diante do questionamento se realmente devemos romper os laços com algumas pessoas que passaram ou estão em nossas vidas.

Em muitas dessas vezes, acabamos por nos autojulgar más pessoas, pelo fato de pensarmos em ser egoístas em se afastar, ou de fato, excluir aquele ser do nosso circulo de convívio, mas, saiba que essa atitude está longe de ser algo egoísta.

Nesse artigo, mostraremos quatro motivos para você crer que há necessidade de fato de afastar algumas dessas influencias negativas da gente.

Confere os motivos a seguir:

1. Cortar aqueles que são maldosos:

Uma das coisas mais importantes de nossa vivência é nos mantermos saudáveis e com pessoas ao nosso redor que sejam positivas e ajam de maneira positiva em nossa vida.

Contudo, sabemos que existe no mundo pessoas que não sabem se portar, que procuram alternativas corruptas de ultrapassar os outros, que gostam de pisar nas pessoas, de magoar, de prejudicar, espalhar boatos, cometer traições e uma infinidade de coisas maléficas.

É essencial se manter afastado desse tipo de pessoa e cortá-las definitivamente de nossas vidas, pois, não podemos ficar próximos de alguém assim, uma vez que somos conscientes que estamos tentando evoluir, ter boas atitudes e sermos pessoas corretas.

Esse tipo de pessoa tende a venenar quem está por perto, assim como envenenar a si mesmo com suas atitudes toxicas e instáveis. Mantenha-se ciente de quem pode ser assim em seu círculo, e proteja então a sua energia dessa influência negativa.

2. Cortar aqueles que te usam como segunda alternativa:

Um dos maiores ensinamentos da autoestima é o fato que nos colocarmos em primeiro lugar, logo, caso em seu círculo venha a observar que existem “amigos” ou familiares que te deixam como segunda opção sempre que podem, busque se priorizar e manter sua energia e psicológico sãos.

Se a pessoa nunca te chama pra sair, se muitas vezes cancela os compromissos contigo para dar prioridade para pessoas com menos relevância, se ela nunca se recorda de você nos momentos de lazer e comemorações e faz de você um estepe em seu grupo, procure repensar se há de fato uma relação de companheirismo.

Lembre-se que você é autossuficiente, dona de si e pode conseguir da mesma forma amigos que de fato se importem contigo e te incluam em seus compromissos. Nem todos somos disponíveis a todo momento, mas, devemos saber observar e dosar quando aquele que consideramos próximo, na verdade, não faz a mínima questão de nem ter a gentileza de ser presente ou demonstrar que sente a nossa falta.

3. Cortar aqueles que nunca enxergam ou exaltam nossas qualidades:

Tudo bem que não é necessário sermos exaltados sempre que fizermos algo certo ou bom, ou até mesmo sermos reconhecidos a todo momento, porém, quando se há uma relação afetiva de verdade, elogios percorrem entre o companheirismo de forma bem natural e sutil.

Contudo, se você nota que há alguém em sua vida, que em vez de te elogiar, apenas te denigre, coloca pra baixo e não reconhece os seus esforços, procure o mais breve se manter distante da mesma.

Esse tipo de individuo existem em todos os círculos sociais, e tendem a manifestar no outro as imperfeições que não aceita em si mesmo, tornando o outro o objeto de despejo de seu lixo emocional, acabando com sua imagem e autoestima.

Se você nota que a pessoa apenas aponta seu lado negativo e o exalta sempre que possível, se distancia, afinal, não temos somente o lado negativo, e muitas vezes trabalhamos para mudar esses aspectos, conseguindo em sua maioria alcançar esse objetivo.

Então, se não há nada de bom que essa pessoa ao seu redor esteja te acrescentando, a exclua, e não se sinta culpada por se priorizar.

4. Cortar aqueles que não se importam com o nosso afeto:

Como humanos, pensamos sempre em agradar quem está a nossa volta, muitas das vezes não nos importando com o que de fato nos queremos, gostamos ou pensamos.

Em certas ocasiões e até mesmo em determinados relacionamentos, acabamos por fim tendo comportamentos de mendicância, principalmente afetiva.

Seja na relação de amizade, familiar ou em um relacionamento amoroso, podemos nos ver mendigando um amor que não está sendo retribuído pelo outro, ou melhor, que nunca nem foi pensado em ser retribuído.

Esse tipo de comportamento, além de nos humilhar, acaba com nossa confiança, pois, por aceitarmos por diversas vezes as esmolas sentimentais, não nos vemos capazes de sermos retribuídos de fato à altura de nossos sentimentos, o que pode ocasionar sérios problemas em relacionamentos que possam realmente funcionar.

Se você se encontra em um relacionamento assim, não tenha medo de se livrar, afinal, por mais que a ruptura de um relacionamento seja ruim, pior é a humilhação por afeto.

Assim sendo, se recorde de que só se vive uma vez, até onde sabemos, e nosso tempo é muito curto para gastarmos com pessoas que não valorizam nossa presença e nossos sentimentos.

Cerque-se de seres de luz, pessoas que contribuam para o seu crescimento pessoal e espiritual, e que sejam acima de tudo, reciprocas em todas as situações acima mencionadas, afinal, você não quer tirar um “encosto” da sua vida, para no fim apenas renovar para outro.

Mantenha-se sempre em primeiro lugar, se cuide e proteja-se de todo o mal direto e indireto que pode ser causado a você.

Se apegue as coisas boas, bons sentimentos, e caso tenha alguma religião, sempre solicite a proteção daquele que acredita, afinal, por mais que não tenhamos certeza das coisas além do céu, podemos sempre acreditar que há algo bom além do que somos capazes de enxergar.

Evolua e mostre ao mundo o seu potencial individual, sem que seja necessário mendigar nenhum tipo de afeto ou atenção de seres negativos. Se você conhece alguém que esteja com receio de fazer cortes em sua vida, compartilhe esse artigo e mantenha-se sempre positivo.

Aproveite a vida!

Deixe uma resposta