Pequenos Ensinamentos Do Budismo Que Podem Mudar Sua Vida

Pequenos Ensinamentos Do Budismo Que Podem Mudar Sua Vida

De acordo com o Dalai Lama, o budismo: “… não é um dogma ou uma religião, mas uma arte de viver, uma fonte de felicidade, paz interior e sabedoria. Desperte em nós a bondade e o amor, nos ensinando a proteger tudo o que vive nesta terra”.

É por isso que o budismo é aceito por milhões de pessoas, porque não é uma religião que se impõe nem um guia para o aperfeiçoamento pessoal. É um manual de dicas (no seu nível mais básico) que pode mudar você para sempre.

Dos ensinamentos do budismo, o Ocidente adaptou alguns para adequar seu estilo de vida. Embora muitos puristas não gostem, a adaptação serve para melhorar a vida das pessoas que, de outra forma, continuariam a viver em um círculo de tristeza, desespero e decepção.

No Ocidente, esses são os 5 pequenos ensinamentos do budismo, eles podem mudar sua vida! Confira:

1. Com ações de amor e bondade eu purifico meu corpo

O preceito básico de todas as religiões. Você não precisa mais do que amor para se sentir completo, mas para alguns é apenas a base de uma pirâmide que pode lhe dar muito mais.

Amor e bondade são as portas para todas as coisas boas que a vida tem e você verá que, quando você dá, você nunca se arrependerá de ter feito.

2. Com generosidade eu purifico meu corpo

A generosidade é subjetiva. Você não pode ajudar todas as pessoas que imploram na rua, você ficaria com nada!

É sobre dar o que você pode e não esperar algo em troca. Não deve ser feito por vaidade ou esperar uma recompensa futura, mas porque realmente procura ajudar quem precisa.

3. Com tranquilidade, simplicidade e contentamento purifico o meu corpo

A azáfama da vida contemporânea nos consome todos os dias e muitas vezes traz o pior em nós. Além disso, vivemos em uma sociedade de consumo cujo preceito é que quanto mais você tem, melhor.

De fato, o budismo não quer que você deixe tudo e viva vagando na rua enquanto anda descalço, é simplesmente encontrar o equilíbrio entre o que você precisa e o que você não faz.

4. Com uma comunicação sincera, purifico o meu falar

Outro dos pecados do Ocidente. Eles nos ensinam a nos comunicar desde a infância, mas da pior maneira. Os anos passam e nossa comunicação tem falhas, ruídos, rupturas; nos escondemos com sarcasmo e ironia para evitar o verdadeiro confronto, quando dizer as coisas de forma clara e direta tornaria nossa vida muito mais fácil.

5. Com uma consciência clara e lúcida eu purifico minha mente

Eles não lhe pedem para deixar as substâncias intoxicantes, mas deixam claro que obscurecer sua mente nunca é uma boa ideia. Tente deixar essas substâncias por um mês e, em vez disso, pratique meditação (na hora que quiser) e você verá a diferença entre a mente lúcida e a nebulosa.

São diferentes abordagens e ramos do budismo, como em qualquer religião ou filosofia. Do mais extremo ao mais flexível, mas você pode começar com o básico e, pouco a pouco, chegar onde seu corpo e sua mente o exigem.

Deixe uma resposta