6 Hábitos Comuns Que Reduzem o Seu QI Todos Os Dias

6 Hábitos Comuns Que Reduzem o Seu QI Todos Os Dias

Muitos de nós tentam manter nossas mentes alertas, fazendo enigmas e aprendendo coisas novas. Mas existem certas atividades e hábitos diários que podem reduzir o QI de uma pessoa, e eles nem percebem isso. 

Descubra como você pode estar sabotando sua própria inteligência sem perceber.

Hábitos cotidianos que estão reduzindo seu QI:

Pesquisas descobriram que as seguintes coisas e hábitos diminuem o QI e arruínam as funções cognitivas. Algumas delas podem te surpreender, enquanto outras fazem todo o sentido.

1. Comer uma dieta rica em gorduras saturadas

Uma dieta rica em gorduras saturadas pode dificultar o funcionamento do nosso cérebro e reduzir o QI

Estudos demonstraram que dietas gordurosas podem afetar nossa capacidade cognitiva, reduzir nossos tempos de reação, prejudicar nossa memória e até causar sentimentos de depressão

A gordura saturada encontrada em carnes processadas, bolos e biscoitos é o pior culpado.

Uma dieta rica em gordura também pode afetar o nosso humor e que comer alimentos ricos em gordura pode ser viciante e nos faz querer comer mais.

2. Realizar muitas tarefas de uma só vez

O cérebro não é projetado para multitarefa. Quando as pessoas realizam múltiplas tarefas de uma só vez, elas estão realmente mudando de uma tarefa para outra muito rapidamente e cada vez que o fazem, há um custo cognitivo.

Nossos lobos frontais só podem lidar com uma certa quantidade de informação de cada vez. 

É semelhante à quando você abre muitas guias no navegador da Internet e o computador congela.

Multitarefa significa que somos menos eficientes em tudo que fazemos. Isso também significa que não nos aprofundamos o bastante na tarefa de progredir de verdade. 

Então, se você quiser fazer um trabalho profundo, desative as notificações e concentre-se apenas no que está fazendo.

3. O uso habitual da televisão

Um estudo austríaco confirmou algo que há muito suspeitávamos: a televisão pode estar apodrecendo nossos cérebros. Bem, pelo menos alguns reality shows e certos programas que povoam a TV a cabo.

4. Interromper o sono

Estudos mostraram que a perturbação dos padrões de sono pode afetar nosso ritmo circadiano, nossos padrões de energia diurna e noturna. 

Os efeitos podem durar até um mês e podem afetar o aprendizado e a função cognitiva.

Se você não consegue dormir bem à noite, você pode ter outros efeitos negativos para a saúde, como aumento da ansiedade e níveis mais elevados de estresse. 

Cumprir uma rotina de descanso regular pode ajudar a melhorar o aprendizado e a função cognitiva, bem como a saúde geral.

5. Estar estressado o tempo todo

Ter um horário muito ocupado e se sentir estressado o tempo todo pode ter um efeito negativo na saúde geral e na função cerebral. Quando estamos estressados, nosso corpo é inundado de hormônios que afetam nossa capacidade de pensar com clareza.

Altos níveis de estresse não estão associados apenas a um pior funcionamento do cérebro, mas podem até estar ligados a um risco maior de doença de Alzheimer.

Tem sido demonstrado que as técnicas de redução do estresse, como exercícios e meditação, ajudam a reduzir o estresse e seus efeitos negativos.

6. Comer muito açúcar

O consumo constante de açúcar por apenas seis semanas desacelera o cérebro, dificultando a memória e o aprendizado. As dietas ricas em açúcar afetam o funcionamento das células cerebrais e a capacidade cognitiva. 

Os diabéticos têm uma maior incidência de demência.

E antes de pensar que apenas reduzir os refrigerantes fará efeito, tenha em mente que as frutas também são uma fonte de açúcar. 

O estudo usou frutose, um açúcar simples encontrado em frutas, mel e legumes.

Isso não significa que comer frutas e legumes seja ruim para você, claro que não, mas que alimentos com alto teor de açúcar devem ser consumidos com moderação e como parte de uma dieta saudável e equilibrada. 

Além disso, comer ácidos graxos ômega 3, encontrados no óleo de linhaça e peixe azul, como cavala e truta, pode proteger seu cérebro contra esses danos.

Deixe uma resposta