9 Regras Bíblicas Que Vão Fazer o Seu Casamento Mais Feliz

9 Regras Bíblicas Que Vão Fazer o Seu Casamento Mais Feliz

Um casamento sempre precisa de bases sólidas e bem constituídas para que possa crescer e gerar bons frutos. Para que o diálogo possa melhorar, há algumas dicas e ensinamentos que estão presentes no livro mais famoso do mundo, a Bíblia.

Abaixo separamos 9 dicas para fazer do seu casamento uma relação linda baseada em amor, confiança e respeito. Confira a seguir:

1. Mesmo que somente uma vez por dia, tente enaltecer um ponto positivo de seu parceiro/parceira.

O versículo da Bíblia já menciona “A língua benigna é árvore de vida, mas a perversidade nela deprime o espírito. (Provérbios 15:4)”. Portanto, mesmo que seu amado ou amada não tenha feito grandes coisas no dia, opte por elogiá-lo nas suas pequenas coisas, como no sabor de sua comida, na organização que teve ao arrumar a cozinha ou até mesmo de lembrar uma data que seja especial para os dois.

Lembre-se que antes de tudo somos humanos, e gostamos quando o outro nota coisas positivas sobre nós.

2. Não deixe de se encontrarem com uma recepção amorosa.

Muitos relacionamentos acabam esfriando justamente por deixarem que a rotina tome de conta do relacionamento, deixando aqueles beijos e abraços esperados ou inesperados de lado.

O versículo da Bíblia já nos instrui “Beije-me com os beijos da sua boca; porque melhor é o teu amor do que o vinho. (Cânticos 1:2)”, ou seja, sempre se cumprimentem com carinho e afeto, afinal, quem não gosta de se sentir querido pelo outro?

3. Nunca vão dormir com raiva e sem resolver desentendimentos.

Uma das piores sensações é não conseguir dormir abraçadinho pois está com raiva de alguma atitude que seu amado ou amada teve durante o dia.

Pois, saiba que na Bíblia já havia sido descrito que Irai-vos, e não pequeis; não se ponha o sol sobre a vossa ira. (Efésios 4:26)”, portanto, por mais difícil que possa ser, busque e converse sobre o que te deixa aflito e jamais durma com raiva ou peso na consciência, saiba que deixar a relação em pratos limpos é sempre a melhor saída.

Lembre-se que todos erramos, pois, desta forma podemos aprender a ser melhores.

4. Aprenda que se você está em um relacionamento, pode sim haver situações em que pode se magoar, aprenda assim a perdoar e pedir perdão.

Se você se encontra em um relacionamento já deve ter entrado no mesmo com o pensamento de que desentendimentos poderiam ocorrer, e que eventualmente você poderia ficar magoado ou magoada.

A Bíblia já deixa claro “Olhai por vós mesmos. E, se teu irmão pecar contra ti, repreende-o e, se ele se arrepender, perdoa-lhe. E, se pecar contra ti sete vezes no dia, e sete vezes no dia vier ter contigo, dizendo: Arrependo-me; perdoa-lhe. (Lucas 17:3-4)”, sendo assim, mesmo que seja difícil aprenda a assumir seus erros e pedir perdão, da mesma forma em que, quando for magoado ou magoada aprender a dar o perdão ao seu parceiro ou parceira.

Essa troca de perdão gera um grande crescimento e tende a aproximá-los cada vez mais.

5. Nunca sejam negligentes um com o outro.

Todo relacionamento é baseado no amor, confiança e principalmente o cuidado. Saiba que a Bíblia já nos atenta para essa questão como no versículo a seguir “Pois, que aproveitaria ao homem ganhar todo o mundo e perder a sua alma? (Marcos 8:36)”, logo, nunca deixe seu relacionamento e companheiro ou companheira de lado por coisas que podem ser adiadas para serem feitas mais tarde.

Cuide um do outro em todos os momentos, lembre-se dos juramentos realizados um ao outro em seus íntimos, e jamais se abandonem, pois a maior fortaleza do relacionamento, é o companheirismo.

6. Pare de relembrar histórias de erros do passado.

Mesmo que você não tenha um embasamento cristão em seu relacionamento, você sabe que uma das piores sensações é a de ser lembrado de erros que cometeu no passado, estando já com seu parceiro ou parceira ou não estando.

A Bíblia nos traz um importante ensinamento sobre esse aspecto “Não julgueis, e não sereis julgados; não condeneis, e não sereis condenados; soltai, e soltar-vos-ão. (Lucas 6:37).

Sendo assim, caso diante de um inconveniente você relembre um erro que foi cometido por seu parceiro ou parceira no passado, não traga à tona as memorias sobre isso.

Lembre-se que as pessoas crescem e evoluem e quase sempre não possuem os mesmos pensamentos de antes. Aprenda a ser compreensivo(a), e entenda que muitas histórias passadas podem ser dolorosas para quem você ama, seja cuidadoso(a).

7. Não use o nome de Deus, a Bíblia ou a fé para condenar o seu parceiro(a).

Esse é um dos maiores ensinamentos, não só para relacionamentos, mas, para a vida.

A Bíblia ainda nos relembra “Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que condenasse ao mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele. (João 3:17)”, portanto, mesmo se Cristo não condenou a humanidade, quem somos nós para condenar o próximo?

Ao invés de condenar, procure entender o ponto de vista do próximo, e consequentemente, ajudá-lo caso verifique que suas ações estão realmente erradas.

8. Se alegre em todos os momentos de sua vida á dois, mesmo quando houver dificuldades.

As dificuldades sempre existiram ao longo da vida e dos relacionamentos, mas, lembre-se dos ensinamentos de Deus “Melhor é a comida de hortaliça, onde há amor, do que o boi cevado, e com ele o ódio. (Provérbios 15:17)”.

Assim sendo, mesmo que haja dificuldades financeiras ou de qualquer outro gênero, busque alegrar-se e manter alegre seu próximo, pois assim, manterá não só uma chama de esperança acesa, como aumentara o elo entre você e seu amado(a).

Se recorde dos seus juramentos, “Na saúde ou na doença, na riqueza ou na pobreza, até que a morte os separe.”, e siga lutando junto com seu amor pela união de vocês.

9. Permita que o amor seja o guia.

O amor é um dos sentimentos mais puros e lindos existentes no mundo, sendo assim, podemos transformá-lo em nosso guia diante de um relacionamento.

A Bíblia possui lindas passagens que falam sobre esse sentimento, como a seguir: “O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não trata com leviandade, não se ensoberbece. Não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se irrita, não suspeita mal. (1 Coríntios 13:4-5)”.

O amor é o puro desejo de sermos melhores um para o outro, sem discriminação ou rancor, sem inveja ou interesses, o amor é simplesmente genuíno. Faça do seu relacionamento como o amor, e assim poderá viver um laço com seu amado(a) de forma feliz e constante.

Com esses ensinamentos que são passados há milhares de anos, busque sempre fortalecer a conexão do casal, mostrando que mesmo diante as dificuldades, vocês podem se unir e se tornar um só.

A união, perseverança e respeito podem auxiliá-los, e a Bíblia, ajudar a guiá-los. Aproveite esse momento de reflexão.

Deixe uma resposta