CARTA AO MEU PAI – O homem que me fez, mas não me amou!

CARTA AO MEU PAI – O homem que me fez, mas não me amou!

A verdade é que não tenho ideia do seu nome e, sendo sincero, também não quero saber. Eu realmente não escrevo esta carta para criticar o fato de você ter saído e me deixado sozinha com a mamãe, eu só quero expressar minha gratidão a você por me tornar mais forte e perdoar você por tudo que você me fez sentir na época. Eu não vou te dizer que você é um pai horrível, porque você não foi o meu pai.

A figura paterna nunca me faltou, meu avô sempre esteve comigo

Mesmo que você não estivesse lá, meu avô fez e faria tudo por mim e foi ele quem me ensinou todas as coisas que eu conheço agora, porque ele já tinha conhecimento de paternidade e tinha um papel de liderança em minha vida.

Você sabe! Quero agradecer o fato de que você não estava mais lá para mim, porque se estivesse eu não poderia fazer cada um de meus objetivos, provar que sou auto-suficiente e não precisaria de alguém para realizar meus sonhos. Tenho orgulho de dizer que a minha mãe foi o melhor pai que eu poderia ter tido e confirmou a teoria de que o pai não é a procriação, mas reprodução.

Eu considero que minhas habilidades, pontos fortes e fracos não foram puxadas de você, mas olha, eu vim para o meu primeiro dia de escola sem um pai, me formei no ensino médio sem você, e agora, muitos anos depois, estou na fase fim da minha vida universitária, colhendo todos os frutos que com esforço e dedicação semeei. Você ao meu lado ou não, isso não afetou os resultados de minhas ações, pelo contrário, me deu muito mais força para conseguir o que eu propus.

Agora eu sei que tipo de homem eu quero ao meu lado e que tipo de pai meus filhos terão. O melhor exemplo que receberei do meu avô, que me criou sem qualquer condição. Eu te perdoo pai, porque eu sei que, no final, nada vai fazer manter rancor ou a planear uma vingança que só me machucar, eu não preciso de nada tóxico na minha vida.

Graças a você, aprendi a apreciar como as pessoas podem se tornar valiosas e como diferenciar a responsabilidade da família com o amor fraterno. Embora você nunca esteve presente, você me ensinou que há pessoas que simplesmente não precisam de mim e todos nós devemos ser gratos pelo que temos e não reclamar sobre o que precisamos, porque Deus e o destino sempre tem um plano para nós.

Espero que, apesar de tudo, você seja feliz, assim como eu sou. Sinceramente, sua filha, fruto de um relacionamento em que algum dia houve amor, mas infelizmente, de sua parte, eu nunca o receberia.”

Compartilhe em suas redes sociais!

Este post tem 2 comentários

  1. O fato do filho tentar esfregar na cara do pai q cresceu bem sem ele , mostra sim q ele guarda rancor, se eu escrevesse uma carta ao meu pai q não me criou, diria “obrigada pela vida pai, eu sou feliz, seja feliz, te amo”

  2. A força de conquistar tudo que almejou foi por conta da ausência do pai, se é uma pessoa melhor foi pela ausência do pai… Isso que é pai. Vou abandonar o meu pra ver se ele toma jeito , cabra safado.

Deixe uma resposta