6 Coisas Que Os Anjos Não Podem Fazer Por Você – Nem Adianta Pedir

6 Coisas Que Os Anjos Não Podem Fazer Por Você – Nem Adianta Pedir

Algumas coisas estão além dos anjos!

Anjos nos cercam durante toda a nossa vida e estão sempre lá para nos ajudar quando pedimos ajuda. Às vezes pode parecer que estamos lutando, mas os anjos não estão ouvindo nossos gritos.

Os anjos estão sempre ouvindo, mas eles só podem nos ajudar se lhes dermos permissão para ajudar.

No entanto, os anjos têm limites sobre o que podem e não podem fazer. Se simplesmente não parece que os anjos estão ouvindo nossas orações, pode ser que o que estamos pedindo seja algo que eles não podem fazer. Aqui estão seis coisas que os anjos não podem fazer.

1. Anjos não podem alterar leis universais

Por exemplo, os anjos não podem alterar a lei do karma.

Algumas tradições referem-se a esta lei como a lei de causa e efeito.

Esta é uma lei de prós e contras, positivos e negativos. É um balanço para a alma.

Se uma pessoa não tem direito a receber uma certa cura ou presente porque não acumulou karma positivo o suficiente em seu “banco kármico”, os anjos não podem anular a lei do karma e entregar a cura. Uma pessoa deve ser karmicamente autorizada a receber a cura.

O que os anjos podem fazer para ajudar a pessoa é enviar formas de misericórdia e compaixão à pessoa e àqueles que interagem com ela. Isso ajudará a pessoa a “recompensar” sua dívida kármica mais rapidamente com menos resistência.

2. Anjos não podem alterar o plano divino

Deus tem um plano para cada um de nós e todos esses planos estão divinamente e perfeitamente entrelaçados em um plano divino para todo o universo. Em nossa limitada capacidade humana, não poderíamos começar a compreender todas as complexidades do plano de Deus.

Embora os anjos tenham conhecimento do grande plano de Deus e possam compreendê-lo, eles não podem mudá-lo.

Se estamos pedindo algo específico em nossas vidas que exigiria uma mudança no plano divino, os anjos não podem cumprir esse pedido.

O que eles podem fazer é ajudar a realizar o propósito de vida e entender a importância desse papel no plano divino.

Também pode haver outras maneiras pelas quais os anjos podem auxiliar no cumprimento do pedido, mas de uma maneira diferente, que não altere o plano divino.

Podemos estar recebendo uma resposta a uma oração, não da maneira que esperávamos, por isso não a reconhecemos.

3. Anjos não podem alterar o tempo divino

Às vezes, a resposta a um pedido de ajuda é: “Sim, mas não agora”. Juntamente com o plano divino, todas as coisas devem ocorrer em alinhamento com o tempo divino.

As interconexões que devem ocorrer para que tudo esteja alinhado corretamente para atender a uma solicitação às vezes levam tempo porque estamos todos conectados. Como um castelo de cartas, se movermos a peça errada na hora errada, toda a casa cairá.

Os anjos analisarão uma solicitação e a cumprirão assim que o tempo divino permitir. Enquanto isso, os anjos ajudarão fornecendo sugestões, informações e oportunidades que nos ajudem a estar prontos quando a hora divina chegar.

Dessa forma, podemos tirar o máximo proveito da oportunidade e perceber a resposta a nossa oração o mais rápido possível, uma vez que o momento esteja correto.

Às vezes precisamos ser pacientes e confiar que os anjos sabem o que estão fazendo.

4. Anjos não exigem punição

A punição é uma construção humana. Os anjos não nos julgam de qualquer maneira por qualquer coisa que já dissemos, pensamos, sentimos ou fizemos.

Como aspectos de Deus, os anjos nos amam e nos apoiam incondicionalmente.

Não há julgamento, portanto, nada para punir. Enquanto os anjos, quando perguntados, podem nos guiar em nosso livre arbítrio para fazer escolhas que sejam para nosso bem maior, se não escolhermos seguir essa orientação, eles não nos julgam por isso.

Do ponto de vista dos anjos, seguir a orientação deles pode ser um atalho, mas se escolhermos percorrer o caminho mais longo, não é errado ou pior, é apenas uma escolha diferente.

Em última análise, todos os caminhos nos levarão de volta ao mesmo lugar, para que o plano divino seja executado. Se pedirmos aos anjos que nos ajudem a se vingar ou punir em outro, eles não o farão.

5. Os anjos não nos ajudam a evitar lições dolorosas

Certas lições fazem parte do nosso plano de alma e devem ser aprendidas. Isso não pode ser evitado, por mais que tentemos.

Os anjos podem nos ajudar a aprender a lição o mais rápido possível para que possamos seguir em frente.

Isso pode ser feito ajudando-nos a enxergar de uma perspectiva diferente, ajudando-nos a reconhecer que há uma lição a ser aprendida e por quê, ajudando-nos a parar de resistir ao aprendizado e nos ajudando a ter empatia e compaixão por nós mesmos e pelos outros.

Os anjos podem nos ajudar a administrar nossas emoções, a sofrer e a deixar ir para minimizar a dor, no entanto, a lição deve ser aprendida.

Os anjos não querem que a gente se machuque, mas às vezes isso faz parte do que é preciso aprender na vida.

6. Anjos não podem interceder sem permissão

Para ajudar alguém, exceto em casos de perigo físico ou emergências extremas, os anjos devem ser solicitados. Os anjos não podem interferir com o nosso livre arbítrio ou com o livre arbítrio de qualquer outra pessoa. 

Não podemos pedir aos anjos que intercedam na vida de outra pessoa ou alterem seu plano de alma. Isso não é algo que eles possam fazer sem a permissão dessa pessoa.

Os anjos podem nos ajudar a crescer e a mudar, de modo que à medida que evoluímos, temos um impacto positivo em nosso parceiro. Esse impacto pode, por sua vez, ajudá-los a mudar a maneira como respondem a nós.

Os anjos estão sempre nos cercando, ouvindo nossas orações e pedidos de ajuda.

Quando uma oração não parece estar sendo respondida, considere estas 6 coisas que os anjos não podem fazer para determinar se a solicitação está fora dos limites.

Deixe uma resposta