6 Comportamentos Comuns De Alguém Com Ansiedade Oculta – Preste Atenção Aos Sinais

6 Comportamentos Comuns De Alguém Com Ansiedade Oculta – Preste Atenção Aos Sinais

Os transtornos de ansiedade são uma condição de saúde mental mais comum no mundo. 

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), uma em cada 13 pessoas sofre de um distúrbio de ansiedade.

O que é ansiedade?

Todo mundo fica ansioso de vez em quando – é uma parte normal da vida, já que a ansiedade é um mecanismo “embutido” do cérebro e que pode até ser saudável para nós.

Por exemplo, quando estamos adiando um projeto importante, a ansiedade está lá para nos ajudar a nos movermos.

Ansiedade deixa de ser saudável quando é persistente, incontrolável e perturbadora. Os médicos descrevem esse quadro como uma pessoa que sofre de transtorno de ansiedade.

Os sintomas comuns de todos os transtornos de ansiedade incluem:

  • Frio nas mãos ou pés;
  • Dificuldade para dormir;
  • Boca seca;
  • Incapacidade de permanecer calmo;
  • Palpitações cardíacas;
  • Náusea;
  • Respiração superficial e aperto no peito;
  • Problemas de estômago;
  • Inquietação, medo ou pânico;

Transtornos de ansiedade incluem as seguintes condições:

Transtorno de ansiedade generalizada: Tensão e preocupação excessiva e desnecessária sem qualquer motivo.

Transtorno de ansiedade social: extremo nervosismo ou medo de ser julgado, criticado ou ridicularizado por outras pessoas. Também conhecida como fobia social.

Transtorno do pânico: sentimentos repentinos de medo e perigo, resultando em sintomas como dor no peito, falta de ar, sensação de sufocação e batimento cardíaco acelerado.

Sinais de ansiedade oculta:

Embora os transtornos de ansiedade sejam muito comuns, o diagnóstico da doença não é: as estimativas indicam que cerca de um terço (33%) de todos os transtornos de ansiedade são diagnosticados como tal.

Aqui estão 6 sinais de que alguém está lidando com a ansiedade oculta:

1. A pessoa sempre está tensa

A tensão visível pode ser o sinal externo mais comum de ansiedade. A resposta de luta ou fuga, que é muito ativa no cérebro de uma pessoa ansiosa, causa muitas vezes um estresse perceptível nas mãos, pescoço, mandíbula e ombros.

Como veremos mais adiante, a tensão também se estende por todo o corpo, o que pode explicar os movimentos nervosos dos dedos, pés e pernas.

2. Suor excessivo

Ansiedade (e depressão) é comumente associada à hiperidrose, um distúrbio da transpiração que afeta entre 2-3% da população.

Uma pessoa com ansiedade é mais propensa a ter as palmas das mãos suadas e transpirar nas axilas.

A condição é embaraçosa para muitos profissionais adultos, que muitas vezes têm que interagir com colegas de trabalho e clientes.

3. Reclamação de problemas estomacais

Como afirmado, o estresse da ansiedade afeta quase todas as áreas do corpo, incluindo o estômago e os intestinos.

Vale a pena mencionar aqui que o sistema nervoso e o sistema gastrointestinal estão sempre se comunicando.

Quando o cérebro está ansioso, o mesmo acontece com o estômago.

Síndrome do Cólon Irritável, é uma condição gastrointestinal frequentemente associada à ansiedade crônica.

É caracterizada por sintomas como dor abdominal, inchaço, constipação, diarreia e gases.

4. Evita situações sociais

Transtorno de ansiedade social pode limitar severamente a capacidade de fazer amigos, estabelecer vínculos e crescer profissionalmente.

O transtorno da ansiedade social, que afeta aproximadamente 15 milhões de adultos, é “ansiedade intensa ou medo de ser julgado, avaliado negativamente ou rejeitado em uma situação social ou de desempenho”.

5. Sempre imagina o pior

Também conhecido como catastrófico, outra tendência oculta de pessoas com um transtorno de ansiedade é esperar o pior resultado possível.

A mente subconsciente diz à pessoa que há um sério perigo a evitar, mesmo quando não há.

Como resultado dessa tendência, eventos que poderiam (ou deveriam) ser vistos como positivos são percebidos na luz oposta.

6. Parece deprimido

Tenha cuidado aqui, pois algumas pessoas são mais reservadas e sérias que outras.

No entanto, depressão e ansiedade geralmente se desenvolvem como um distúrbio duplo.

Portanto, pessoas ansiosas podem apresentar alguns ou muitos sintomas de depressão.

O desenvolvimento conjunto de ansiedade e depressão ajuda a explicar, pelo menos em alguns casos, por que as pessoas ansiosas são capazes de “esconder” seus sintomas.

Deixe uma resposta