De Acordo Com a Filosofia Hindu Você Nunca Deve Contar Para Ninguém Essas 7 Coisas

De Acordo Com a Filosofia Hindu Você Nunca Deve Contar Para Ninguém Essas 7 Coisas

O famoso filósofo grego Sêneca disse há 2000 anos que: “Se você quer que seu segredo seja salvo, salve você mesmo”. Mas não se trata de manter algum segredo, e sim de que é preferível não divulgar certas coisas pessoais.

Estamos nos referindo aos ensinamentos dos sábios da Índia que basearam sua filosofia em reflexões sobre o nosso ser interior.

Esses segredos têm uma conexão direta com nossas fraquezas ou com nossas realizações, que em resumo, é como outra fraqueza propriamente dita.

O aspecto fundamental do pensamento hindu é sua natureza prática. Desde a sua criação, há aproximadamente 4000 anos atrás a. C., o pensamento dos sábios hindus foi centrado em resolver os problemas fundamentais de nossos dias, seja, sua sabedoria nasce da tentativa de alcançar uma vida melhor.

O que queremos compartilhar hoje é um guia de sete aspectos da vida que, de acordo com a sabedoria hindu, cada um deve guardar para si.

1) Não revele seus projetos:

Nós nunca devemos contar os nossos projetos para o futuro à outras pessoas. Esses planos são muito íntimos e devem ser mantidos em segredo.

Isso porque nenhuma ideia é perfeita e tudo o que você planeja fazer ou especificar pode ser vítima de críticas e até de sabotagem por pessoas invejosas que se ressentem de não ter uma ideia igual ou que simplesmente encontram defeitos onde não há.

Espere até que seus projetos sejam finalizados para falar sobre eles.

2) Não divulgue seus atos de caridade:

Não há nada mais detestável do que alguém que se orgulha de ter sido generoso ou de ter desenvolvido um ato de caridade.

Fazer algo de bom para alguém é extraordinário e sabemos que precisamos de mais pessoas caridosas, mas não é necessário revelar ter sido generoso. Em vez disso, o ato deve ser mantido como um tesouro precioso.

3) Não divulgue seus atos heroicos:

Se você teve uma atitude corajosa ou realizou um ato de heroísmo, não é necessário gritar para os quatro ventos.

Diariamente, de todos que assistiram nossos atos, normalmente receberemos um merecido reconhecimento, mas para outros que não os tenha visto, o reconhecimento deve ser pessoal e usado para auto-admiração.

4) Não divulgue as intimidades:

Algumas questões são muito pessoais, assim, devem permanecer sempre para si mesmo e limitar-se a submetê-las a uma reflexão introspectiva e pessoal.

Seus problemas em relação a sono, comida ou sexo são questões que você deve reservar para si mesmo e não há sentido em revelar.

Vamos encontrar a harmonia interior por nossos próprios meios.

5) Não divulgue seu conhecimento espiritual:

Não se esqueça de que estamos falando de preceitos de sábios da Índia que colocam a espiritualidade em um lugar muito alto e de grande reconhecimento.

Espiritualidade é algo que devemos manter para nós mesmos, porque é considerado um tesouro que tem a ver com a forma como vemos o mundo.

Suas idéias, seus pensamentos, sua análise da vida e da espiritualidade não podem ser compartilhadas por todos, então é preferível manter tudo isso em si mesmo para evitar ser questionado em um aspecto tão profundo e pessoal.

6) Não divulgue seus problemas familiares:

Dizem que “todo lar é um mundo”, e em todo mundo pessoal tudo o que acontece ali deve permanecer ali.

Compartilhar os conflitos que existem em uma casa, em uma vida familiar ou na vida de um casal pode parecer uma forma de alívio, mas, em muitos casos, reproduzir problemas pessoais com várias pessoas cria a imagem de que elas são mais do que realmente são e que nunca poderão ser resolvidos.

Basicamente, os outros podem fazer julgamentos sem conhecer o problema em profundidade. Isso não combina com você.

Esses conflitos só podem ser resolvidos dentro do ambiente em que se encontram e mantê-los para si ajuda a reforçar o vínculo que os une.

7) Não divulgue tudo o que ouve:

Ouça as histórias que os outros nos dizem ou mesmo as que ouve sem querer ouvi-las. Quem não testemunhou o argumento de um casal ou uma conversa íntima só de estar perto e por acaso?

Levar para casa os problemas que ouvimos dos outros ou comentar negativamente sobre é um desperdício de energia que podemos usar para gerar algo negativo para nós mesmos.

“Indo para casa com um fardo negativo, não se constrói nada de bom.”

Reflexões interessantes de tudo o que devemos manter para nós mesmos as vezes são essenciais para possuirmos uma boa saúde psicológica.

Deixe uma resposta