11 Hábitos Incríveis Dos Monges Budistas Que Todas As Pessoas Deveriam Ter (O 7 é o Melhor)

11 Hábitos Incríveis Dos Monges Budistas Que Todas As Pessoas Deveriam Ter (O 7 é o Melhor)

Às vezes pode ser difícil encontrar significado e propósito na vida. 

Passamos tanto tempo trabalhando e ocupados que esquecemos de parar e olhar dentro de nós mesmos para ver o que realmente queremos na vida.

Felizmente, os sábios e místicos ao longo dos anos encontraram o mesmo problema, resultando em uma sabedoria valiosa da qual todos podemos nos beneficiar.

O budismo zen contribuiu grandemente para o pensamento humano sobre como podemos viver vidas mais pacíficas e felizes.

Hoje vamos rever 11 dos mais importantes ensinamentos budistas que podem nos ajudara viver uma vida melhor. 

Estes são os hábitos dos monges budistas:

1) Se concentre em uma coisa de cada vez

Este é um ponto simples, mas muito importante que simboliza um aspecto importante da filosofia zen.

Se concentrar em uma coisa de cada vez é essencial: se concentrar na tarefa sem se distrair. O que quer que esteja em sua presença naquele momento, dedique toda a sua atenção. 

Está cientificamente provado que o cérebro simplesmente não consegue lidar eficazmente com a multitarefa. Pode parecer que mais está sendo feito, mas, na realidade,provavelmente não é o caso e a qualidade do trabalho está, sem dúvida,diminuindo.

Se você pode se comprometer a fazer uma coisa de cada vez, você estará mais comprometido em cada momento e mais capaz de viver uma vida pacífica e feliz.

2) Dê o seu melhor

Fazer algo com cada pulso do seu ser significa estar totalmente concentrado no momento presente.

Não estou falando de uma concentração tensa. Em vez disso, pretendo me concentrar no momento presente com uma concentração pacífica e sustentada.

Você está aqui, vivendo agora, totalmente comprometido com o que está fazendo, e não há nada mais com o que se preocupar. 

3) Deixe de lado o que você não pode controlar

Deixar de lado o que está fora do seu controle é uma grande parte da filosofia zen.

Quando você percebe a impermanência de tudo ao seu redor, você começa a deixar ir e aproveitar o mundo.

No entanto, ao longo de nossas vidas,muitos de nós naturalmente nos apegamos a relacionamentos, objetos materiais e circunstâncias da vida.

Mas, ao querer manter essas coisas fixas, resistimos ao caminho natural da mudança.

Assim, em vez de continuar essa tendência, elimine o atrito liberando o que você não pode controlar, deixe as coisas fluir em com o universo.

4) Tenha apenas o que é necessário

Muitos de nós desejam e acumulam bens desnecessários como se fosse um vício.

No entanto, de acordo com a filosofia budista, pode ser prejudicial desejar objetos superficiais. 

Não faz muito sentido na vida e pode deixar você em um processo infinito de desejo quando a emoção de possuir essas posses materiais desaparece.

Quanto mais você puder eliminar “coisas” em sua vida, menos confuso você se sentirá.

Isso não envolve apenas posses materiais. Você pode se perguntar o que é realmente importante em sua vida e focar apenas nas suas maiores prioridades.

Uma vida simplificada é mais agradável e menos complicada.

5) Mantenha contato com sua saúde mental

Verifique com você mesmo de vez em quando para ter certeza de que você está bem. A vida é agitada e difícil,e podemos nos deixar levar pela agitação, se nos deixarmos levar.

Você também pode usar esse tempo para refletir sobre o que está consumindo, com quem está gastando tempo e o que realmente está fazendo em sua vida. Qualquer coisa que não agregue valor à sua vida pode valer a pena se livrar.

6) Crie uma ordem na sua vida

De acordo com a filosofia budista, a ordem é importante porque nos dá a verdadeira liberdade. A maioria das pessoas não vê ordem desta maneira, mas isso é devido a um mal-entendido.

Ter uma estrutura diária em sua vida permite que você se concentre no que é importante e organize o tempo para simplesmente relaxar.

Significa estar ciente do que realmente estamos fazendo com o nosso tempo.

7) Viva como se você fosse morrer amanhã

Muitos de nós vivemos nossas vidas ignorando completamente quaisquer pensamentos de morte.

Mas a filosofia budista diz que isso é um grande erro, porque estar ciente de nossa impermanência pode ser uma grande fonte de alegria.

Apreciaremos muito mais nossa existência, porque perceberemos que talvez não a tenhamos novamente.

8) Use suas habilidades criativas

É importante se expressar de forma criativa. Seja poesia, arte, esportes ou escrita, usar suas habilidades criativas pode ser uma ótima fonte para viver o momento e aproveitar sua vida.

Se permita expressar plenamente e manter nossa saúde emocional sob controle.

9) Viva em equilíbrio

Isso basicamente significa que não devemos viver em qualquer fim de vida. Em vez disso, nos esforçamos para manter um equilíbrio.

É um princípio importante que literalmente afeta todas as partes de nossas vidas.

Pense em dois fatores importantes da vida: trabalho e família. Seguindo este princípio, você gasta a mesma quantidade de tempo em cada um deles, em vez de se concentrar demais em qualquer um deles.

10) Pratique meditação

Esta é talvez a coisa mais importante de todas quando se trata de viver uma “vida zen”. A meditação permite que você pare e se conecte com você mesmo para encontrar a verdadeira paz interior.

Gastando 20 minutos por dia meditando, você pode aprender a acalmar sua mente e liberar qualquer emoção negativa.

11) Viva a sua vida a serviço dos outros

Se você está procurando por uma vida plena, ou se deseja adicionar alegria inesperada à sua vida, trabalhe a serviço dos outros.

Nada pode lhe trazer mais paz e prosperidade do que colocar as necessidades dos outros antes da sua.

Este post tem 2 comentários

Deixe uma resposta