“Meu amor não acabou, mas a minha paciência sim” – Leia essa carta de uma mulher que começou a se amar

“Meu amor não acabou, mas a minha paciência sim” – Leia essa carta de uma mulher que começou a se amar

Estou compartilhando esse texto porque acredito que há um amor mais importante do que qualquer outro, o amor por si mesmo. Essa é uma carta com a qual você se sentirá muito identificada!

Pelo menos alguma vez na vida, muitas meninas passaram por aquele momento doloroso em que amamos outra pessoa mais do que a nós mesmos. Perceber isso leva muito tempo e a separação pode se tornar uma provação, porque muitas mulheres se apegam ao passado. Foi o caso de Laura que abriu os olhos a um amor tempestuoso para poder amar a si mesma.

Leia a carta de Laura: 

Dizem que o amor pode resistir a tudo, está provado porque inúmeras histórias falam de amor eterno, de amor à distância, de amores impossíveis que no final acabam tendo sucesso.

É verdade que o amor é um sentimento muito forte, que transforma, que transcende, o amor não se cansa, é resistente, o amor nunca trai, é forte, apaixonado, vitorioso. 

Não minto quando digo que o amor que sinto por ti é tal como o descrevo, te amo, penso em ti, te dei tudo e não me arrependo, juro que te amo tanto, que mesmo longe de ti não se esgota, eu te amo, até seus defeitos, não me canso de te amar, mas é verdade que minha paciência cansou de dar tudo e não receber nada, minha paciência acabou, acabou.

Cansei de te dar meus melhores beijos, de implorar para ser correspondido, cansei de seu olhar perdido, de seus sorrisos falsos, de suas carícias forçadas, de esperar ansiosamente sua chegada e que tantas vezes me ignorou.

Minha paciência acabou e agora vou embora, te deixo com a vossa maneira soberba de acreditar que és indispensável, vou embora, continuo com a minha vida te deixo em paz, com o vosso ego.

Devo admitir que ao seu lado perdi meu tempo, te amei tanto e coloquei minha vida a seus pés, a coisa mais cruel de tudo, foram as lágrimas que chorei por você, fiz tantas coisas por você na esperança de que me amasse, te dei o meu melhor, mas nada funcionou.

Mas você sabe o que? Eu desisto. Eu faço isso por aquele amor que é ainda mais importante que o amor pelos outros, estou indo embora porque entendo que existe um amor mais importante, quero dizer amor-próprio, saio com o coração partido, estou te amando, mas com a plena consciência de que não posso ficar com alguém que não sabe como me amar.”

Parar de amar é complicado, mas se não for correspondido, não há opção. Se você passa por situação semelhante, recomendamos essas pequenas dicas para que você possa esquecer aquele amor ruim e se redescobrir. Presta atenção:

– Aceite que você está ferido: permita-se ficar triste por um tempo, se você tentar agir normalmente e fingir que não está ferido, você terá uma luta emocional maior.

– Reflita sobre o relacionamento: Reconhecer que havia coisas boas e ruins em estar apaixonado por aquela pessoa e pensar nas novas oportunidades que podem se apresentar a você.

– Você deve ficar um pouco sozinho: você tem que processar e lidar com a dor que sente se quiser poder parar de amar de forma saudável.

– Deixe seus sentimentos transparecerem: escreva um diário, escreva poesia, histórias ou canções, esses esforços criativos permitirão que você expresse sua dor. Você também pode ir ao cinema, teatro ou shows musicais que falam de desgosto, para que você possa entender essas situações de outro ponto de vista.

– Recomece: para esquecer alguém, quebre todos os laços até se sentir melhor emocionalmente.

– Evite amigos em comum: namorar amigos em comum depois de romper relações tornará essa experiência mais difícil para você.

– Seja independente. Você precisará melhorar sua capacidade de ficar sozinho: sendo mais autossuficiente, você se tornará mais confiante e se lembrará de que é forte e capaz por conta própria.

– Experimente novas atividades: essas novas coisas não só o farão feliz, mas também o ajudarão a esquecer seu antigo amor.

Deixe uma resposta