“Meu Cachorro Não É Meu Filho”, Essa Bela Reflexão Vai Te Deixar Sem Palavras!

“Meu Cachorro Não É Meu Filho”, Essa Bela Reflexão Vai Te Deixar Sem Palavras!

As vezes é difícil dizer em palavras o que uma pessoa sente por seu cachorro. 

Como expressar em palavras as emoções que o nosso cachorro nos desperta? Bem, Conchi Moreno, o autor desta reflexão, soube como expressar isso! Confira!

Meu cachorro não é meu filho. Estou cansado de ouvir as pessoas dizerem “como você não tem filhos, o seu cachorro é como o seu filho” ou “você trata o cachorro como um filho e não é”… 

Eu sei que NÃO É MEU FILHO, é MEU CÃO. Eu não sou uma mãe, mas sei que o sentimento de uma mãe para uma criança não se pode imaginar o que vai ser… 

Eu tenho um cão, um cão que eu amo, sim, mas é um cão. 

Diferentemente de um filho, meu cão nunca ficará mais velho mentalmente, não sairá de casa nem cuidará de mim quando eu estiver velho.

Ele não se tornará independente: ele sempre precisará que eu seja capaz de lhe dar o que comer, beber ou apenas passear.

Nunca será um adolescente e, assim, nunca vou ouvir frases de efeito de uma criança como “Você não me entende”.

Como essas coisas, eu não vou ouvir um “eu te amo”, “obrigado”, “eu preciso de você”… 

Ele não vai me julgar, nem vai questionar minhas ideias ou minhas decisões. Ele não vai me pedir um brinquedo, um capricho… 

Ao contrário de um filho, eu nunca vou ver parte de mim no meu cachorro: nem fisicamente nem psicologicamente, isto é, eu não vou ver um legado. 

Eu vou ver meu cachorro crescer tanto que eu vou vê-lo envelhecer, e não como eu faria um filho. Não só eu serei aquele que cuida dele, mas serei aquele que vai vê-lo partir para sempre, assim, de uma maneira natural e não por causa de um infortúnio da vida. 

Simplesmente, esse será o nosso destino.

Meu cachorro é um animal, não uma pessoa, e nem é meu filho. No entanto, eu sou sua mãe. Irônico? Como pode ser? Eu acho que ficou claro o que um filho é, mas… uma mãe? O que você acha que é uma mãe? 

Para mim, uma mãe é alguém que se sacrifica por seus filhos, cuida deles, muda sua vida para o bem-estar de sua família. Uma mãe sempre mima, educa e quer incondicionalmente o melhor para a família. Por tudo isso, meu cachorro não é meu filho, mas eu sou sua mãe. 

Eu sou tudo o que ele tem.

Sinto pena daqueles que não entendem isso porque nunca saberão o que é sentir o amor de um ser que não fala, que não amadurece, que não se expressa como humano… Eles não podem ter o que eu tenho ao observar aquele olhar com o qual cachorro me conta tudo. 

Meu cachorro não é meu filho, mas eu sou sua mãe, graças a mim, ele tem uma vida plena e saudável e com tão pouco é feliz e não exige mais nada. Em troca do que dificilmente é um ser humano, você é tudo dele. 

Mãe-filho é uma conexão natural, que sai sozinha e que é inigualável, com certeza. Mas a conexão com um animal não é, nem todos podem acessar esse sentimento maravilhoso.

Só espero que os filhos daquelas pessoas que não entendem o que eu sinto e não entendem a importância de um animal para algumas pessoas, que seus filhos, tenham um animal (seja cachorro, gato, cavalo…) e consigam essa conexão que tenho com meu cachorro.

Bela reflexão que nos comoveu.

Se você gostou, salve no Pinterest!

Deixe uma resposta