“O crítico de arte” – Uma parábola que nos ensina uma verdadeira lição sobre julgar os outros

“O crítico de arte” – Uma parábola que nos ensina uma verdadeira lição sobre julgar os outros

Um homem que sofre de um grave problema de miopia se considera um especialista em arte. Um dia visitou um museu com a esposa e alguns amigos e esqueceu os óculos em casa, por isso não conseguia ver as pinturas com clareza, mesmo assim, não hesitou em dar a sua opinião.

Assim que entraram na galeria, começaram as críticas às obras de arte. Parando diante do que pensava ser um retrato, disse com ar de superioridade: 

 “A moldura não é adequada para a pintura. O homem está vestido de uma maneira muito comum e esfarrapada. Na verdade, o artista cometeu um erro ao selecionar um tema tão vulgar para seu retrato. Este homem é uma total falta de respeito”.

O homem continuou suas críticas sem parar até que sua mulher conseguiu alcançá-lo no meio da multidão e discretamente o empurrou para o lado para dizer em voz baixa: “Querido, você não está olhando uma obra de arte, o que você está vendo agora é um espelho.” 

Moral: Em muitas ocasiões, julgamos os outros com base em nossas próprias faltas, é difícil para nós reconhecer que o que estamos observando é apenas um reflexo de nós mesmos. Portanto, é importante ser humilde e primeiro reconhecer nossas próprias falhas antes de começar a julgar os outros.

Deixe uma resposta