Quando Uma Porta Se Fecha, Um Universo Todo Se Abre

Quando Uma Porta Se Fecha, Um Universo Todo Se Abre

Quando fechamos a porta, não fazemos por orgulho, muito menos por covardia. Fazemos isso porque não há mais desejo, porque os quebra-cabeças, os espíritos, os sonhos não cabem mais. É quando é hora de atravessar o limiar do medo e abrir outras portas.

Você deve estar acostumado a ouvir que quando “uma porta fecha, uma outra porta se abre”. Esses novos mundos de oportunidades, não aparecem por mágica. Devemos procurar, devemos propiciar e colocar em prática certos mecanismos internos para que isso aconteça.

Nós todos sofremos, por diversos motivos: as coisas perdidas, a memória que falhou, e a amargura de tantas decepções. De alguma forma, e tendo em mente todo esse abismo de emoções, o que fazemos é deixar uma infinidade de portas abertas “por via das dúvidas”.

No entanto, devemos parar para sentir uma coisa: a brisa que as portas abrem um pouco. É um vento frio, com o cheiro do tempo estagnado, lágrimas secas, sonhos não realizados, e onde também, de vez em quando, surgem os ecos daquelas vozes que uma vez nos magoaram.

É necessário fechar, para nosso equilíbrio e saúde emocional.

A porta que não fechamos

Antes de falar sobre esses universos que se abrem atrás de muitas portas que levam nosso nome, vamos primeiro explorar aquelas portas que não fechamos!

O que significa realmente terminar um ciclo, um estágio, deixar um emprego ou até terminar um relacionamento?

Acima de tudo, significa saber desistir e renunciar, isso é algo que ninguém preparou para nós. A própria sociedade sempre nos convenceu de que podemos ter tudo e não desistir de nada.

No entanto, se pensarmos neste delicado ato de bravura por um momento, perceberemos que o próprio ato de amadurecer, crescer e conseguir certa qualidade de vida envolve aprender fechar portas, todas aquelas portas que nos trouxeram ventos.

A própria vida nos força a tomar decisões constantes. Porque para ser feliz, não vamos esquecer, você tem que tomar decisões. Agora devemos ultrapassar esses limiares para dar um golpe final ao que dói, o que não se encaixa e nos desgasta, o que renunciamos é a nossa própria felicidade.

Porque não nos esquecemos, a felicidade não tem preço!

Dicas para fechar portas para que novas portas se abram:

Fechar uma porta não é fácil. Porque não só deixamos para trás o que nos faz infelizes, como também somos forçados a desistir de certas coisas que foram nossas e nos fizeram felizes.

Vamos ver em detalhes quais seriam essas dicas:

  • Pratique a responsabilidade pessoal por meio do diálogo interno com você mesmo. Pergunte a si mesmo o que te prende, o que te impede de dar o passo para fechar a porta. Se pergunte também se em alguns anos você gostaria de estar no mesmo lugar onde está agora.
  • Se torne consciente de seus pontos mais fortes. Você tem talentos, virtudes, valores, conquistas. Além disso, lembre-se de que os seus pontos fortes também são pessoas que o apóiam e realmente amam você.
  • Elabore um plano para o futuro. Visualize onde e como você gostaria de estar em meio ano. Se envolva nesse sentimento positivo que acompanha.

Não tenha medo, simplesmente feche a porta e olhe ao redor. Você é uma estrela nesse universo em busca de novas oportunidades.

Deixe uma resposta