Reflexão: Aprendi a Não Bater De Frente Com Quem Só Entende o Que Lhe Convém

Reflexão: Aprendi a Não Bater De Frente Com Quem Só Entende o Que Lhe Convém

Aprender a viver é um desafio diário, e dentre os muitos altos e baixos, corremos sempre o risco de sermos mal interpretados. E uma das coisas mais desagradáveis de se acontecer, é sermos mal-entendidos, não importa em qual contexto seja.

Existem muitas pessoas que acabam se aproveitando desses momentos de fraqueza, e por maldade deturpam o que foi dito, as atitudes que podemos muitas vezes tomar, e mesmo não achando pouco, acabam por pegar palavras pessoais, as inserem em contextos totalmente diferentes e utilizam em seu proveito.

Tudo isso é apenas feito para nos colocar como o vilão da história, e conseguindo isso, a gente acaba em diversos momentos sem saber de fato o que fazer, procurando entender se realmente não soubemos nos posicionar ou se são as pessoas que não souberam nos interpretar corretamente.

O pior dessas situações é que não importa o quanto tentarmos consertar o que foi repassado errado, ou contextualizar da forma correta, colocar no nosso ponto de vista para provar, nada adianta. As pessoas que não querem, e as que não se esforçam para entender na primeira vez em que dizemos algo, jamais se esforçaram novamente para entender algo.

É inútil tentar fazer um cego enxergar, pois é impossível. Da mesma forma, é impossível fazer uma pessoa que se faz de sonsa, desentendida, irresponsável pelos seus atos, assumir a responsabilidades pelos seus erros e as propagações do mesmo. Para eles, apenas o próprio umbigo importa, o resto, eles apenas desejam o mal.

No fundo, bater de frente com essas pessoas, é a coisa mais em vão que se pode fazer na vida, uma total perda de tempo. Temos que viver nossa vida com tranquilidade, ser o que somos, sem inverdades, dissimulações, mentiras e falsas modéstias.

O principal em nossa vida, é sermos verdadeiros. Quanto mais verídicos formos, com nós mesmos, e com que nos ama e acredita na gente, mais as pessoas ao nosso redor, que acreditam na gente e nos conhece de fato, se abalarão com as balbúrdias faladas por estranhos que só desejam provocar a discórdia.

É necessário que no hoje a gente possa viver do nosso modo, sem precisar provar nada a nenhuma pessoa, tendo nosso tempo para cada coisa que é precioso para nós. O tempo é muito curto, e por esse motivo é raro e extremamente inestimável, para tanto, não pode ser perdido com seres que se alimentam de trevas e escuridão.

As pessoas, em sua maioria só irão entender o que de fato melhor couber em suas vidas. Se você falar como resolver uma conta que seu chefe propôs, sua “amiga”, pode pegar a sua resolução e passar na sua frente, conseguindo um mérito que é seu, e agindo somente em pró de si mesmo, sem levar em conta que você era a detentora da resposta. Na vida, é exatamente da mesma forma dessa metáfora, com tudo.

Muitas dessas pessoas não assumem seus erros, e somente interpretam a vida dos outros como bem lhes convém. Dessa forma, elas podem justificar seus erros através da vida de outras pessoas, pois segundo elas, jamais erraram.

Por isso, viva sua vida, da sua forma, à sua maneira. Não se tem muito tempo livre, e muito menos muita vida para ser gasta com pessoas de pouco ou quase nulo nível. Não se deve gastar energia, nem alegria com que nunca mereceu. Viva seu hoje, brinque, sorria, ame, chore, grite, se divirta, seja humano e admita seus erros também. Mas acima de tudo, que você viva!

Deixe uma resposta