REFLEXÃO: Não importa o que aconteça… o mais importante é como reagimos

REFLEXÃO: Não importa o que aconteça… o mais importante é como reagimos

Uma das minhas histórias favoritas conta o que aconteceu décadas atrás, quando os ingleses colonizaram a Índia. Eles queriam fazer um campo de golfe em Calcutá. Além do fato de que os ingleses não deveriam estar lá em Calcutá, o campo de golfe não era uma boa ideia. Um grande desafio do projeto era que muitos macacos viviam na área.

Acontece que os macacos também queriam “jogar” golfe e, para demonstrar seu interesse em cada jogada, eles entravam em campo e jogavam as bolas em todos os lugares. Que incômodo para golfistas! Como esperado, eles tentaram controlar os macacos.

Primeiro, com muito tempo e energia, eles construíram cercas altas que cercavam o campo. Os macacos, muito habilidosos, escalaram e puderam entrar no campo de qualquer maneira. As cercas não eram uma solução.

Então, eles tentaram distrair os macacos. Eu não sei como – talvez a solução foi dar bananas a eles – mas para cada macaco que se distraia com as bananas, outros dois macacos se juntaram ao jogo de golfe. 

Mais e mais macacos acabaram entrando no campo para se divertir e compartilhar o lanche. 

Desesperados, os golfistas decidiram pegar e levar os macacos a outro lugar, mas esse plano também não funcionou. Para cada macaco que pegavam, mais familiares apareciam para jogar bolas de golfe. 

A solução final foi estabelecer a seguinte regra: Neste campo de golfe em Calcutá, todos os golfistas devem continuar jogando e ignorando os macacos.

Sim, aqueles golfistas chegaram a uma solução!

Todos nós queremos que a vida seja de um certo modo e, claro, a vida nem sempre é cumprida de acordo com nossos desejos. Talvez a vida esteja indo de acordo com nossos planos por um tempo.

Aparentemente tudo sob controle e nos faz pensar que sempre será assim e acabamos nos apegando aos momentos em que tudo está indo bem. No entanto, tudo muda. Nada é permanente.

Às vezes parece que os macacos estão nos colocando exatamente onde não os queremos. O que podemos fazer?

Muitas vezes, quando algo não acontece como esperamos, é comum culpar a nós mesmos ou aos outros.

Pode ser que a nossa maneira de reagir é que nos tornamos agressivos. Ou podemos nos sentir como vítimas. Às vezes, para nos tranquilizar, usamos comida e bebida como sedativos. Mas o que está claro é que todas essas reações realmente não nos ajudam.

Como fazemos?

O que acontece se fizermos uma pausa e nos conectarmos com a presença interior? Se pensarmos em uma situação na vida onde tudo não vai de acordo com o nosso plano – em que os macacos deixaram a bola onde menos esperamos. 

Pode estar em um relacionamento que nos deixa nervosos ou inseguros. O que temos que fazer para “continuar o jogo onde a bola caiu”! Se pudéssemos acessar nossa sabedoria, nossa compaixão, como responderíamos a essas circunstâncias?

Uma das grandes lições relacionadas à vida espiritual é: não importa o que acontece na vida. O que importa é como reagimos aos acontecimentos.

A maneira como respondemos determina nosso estado de felicidade e alegria. Determina nossa tranquilidade pessoal.

O que aconteceria no jogo da vida, quando um macaco move a bola para o lugar menos esperado, se em vez de reagir, fazemos uma pausa e respondemos com a presença?

Obrigado por tomar o tempo para ler este artigo. Se você achou essa informação útil, compartilhe com seus amigos e familiares.

Que as bênçãos fluam em sua vida!

Deixe uma resposta