Resiliência: Dicas Se Tornar Uma Pessoa Mais Resiliente

Resiliência: Dicas Se Tornar Uma Pessoa Mais Resiliente

Existe um filtro que separa aqueles que têm sucesso daqueles que falham. E isso só vai um passo além, conseguem atingir os objetivos, aqueles que tem resiliência. Mas afinal, o que é resiliência? É o que veremos nesse artigo, então para saber mais, continue lendo.

O que é resiliência?

Segundo o dicionário, Resiliência é a “capacidade de adaptação de um ser vivo diante de uma situação adversa”.

Não importa o que você faça e o que você quer alcançar, você enfrentará situações complicadas. Por exemplo, uma crise financeira, falta de motivação, pessoas negativas na sua vida, enfim, a estrada será atormentada por dificuldades.

Para começar a incorporar resiliência em seu comportamento, você deve identificar o quanto está comprometido com seus objetivos e reconhecer que tem 4 maneiras de lidar com a vida:

  • Não fazer nada.
  • Estar ciente de que há coisas a fazer, mas você as evita.
  • Fazer o mínimo de coisas necessárias (a maioria das pessoas está aqui).
  • Fazer um grandeesforço.

Você sabe em que nível você está? Se você não está fazendo um grande esforço, pense no seguinte:

Como você pretende ir além dos outros se você está fazendo o mesmo que eles?

Nossos níveis de disciplina, consistência, persistência e esforço, devem ser muito mais altos para serem resilientes.

Como alcançar a resiliência com esses 4 pensamentos:

  1. Internalize seus objetivos.

Se esse não for o seu caso, você provavelmente conhece pessoas que estabelecem metas todos os anos. Mas é importante não fazer isso uma vez por ano, mas sim todos os dias; Só então podemos estar realmente motivados.

  1. Torne-se obsessivo pelo seu objetivo

Não tenha medo do que eles vão dizer, você decide se a obsessão é uma doença ou um presente. Se seu sangue ferve toda vez que você pensa nos objetivos que você quer alcançar, comece a agir com toda a sua força de vontade!

  1. Não alimente seus medos

Qual é a comida favorita do medo?… Tempo. Por exemplo, você sabe que tem mil coisas para fazer, mas em vez de agir e fazer isso, você começa a fazer todo tipo de desculpa. Você vai ao banheiro, toma café e procrastina de mil maneiras.

O resultado de tudo, é que acaba gastando mais tempo pensando que tudo vai dar errado. O que acontece a seguir? Você tem mais medo de fazer isso.

A recomendação é eliminar: Faça o que tem que fazer o quanto antes! Não procrastine!

  1. Vá a um ritmo firme e rápido

Tudo parte da fábula da lebre e da tartaruga. Lembra dela? No início da corrida, a lebre começa em grande velocidade, enquanto a tartaruga mal consegue avançar. No final, o passo firme da tartaruga prevaleceu sobre a velocidade instável da lebre. O que aconteceria se tivéssemos a velocidade da lebre, mais com a consistência da tartaruga? Certamente nós cumpriríamos nossos objetivos.

Para isso, devemos ter cuidado com a gestão do nosso tempo e com o controle da nossa saúde. Se sabemos que devemos começar o dia a partir das 5 da manhã, vamos fazer o nosso melhor para não adormecer às 01:00. Se sabemos que comer demais no almoço nos deixa mais sonolentos à tarde, devemos controlar nossos impulsos para sermos mais produtivos.

Conclusão

Somente internalizando nossos objetivos, sendo obsessivos, não alimentando nossos medos e alcançando passos firmes, mas rápidos, podemos alcançar o nível máximo de demanda para enfrentar a vida.

E nunca se esqueça de que, ao fazer o que a maioria das pessoas faz, você chegará onde a maioria das pessoas chega. Mas, é o que você quer?

Deixe uma resposta