Salmo 35 – Para se proteger de quem lhe deseja o mal

Salmo 35 – Para se proteger de quem lhe deseja o mal

Oponha-se, Senhor, àqueles que se opõem a mim; guerra contra aqueles que fazem guerra contra mim.

Pegue o seu escudo; levante em minha defesa.

Lança de brandura e machado de batalha contra meus perseguidores.

Diga ao meu coração: “Eu sou a sua salvação”.

Que aqueles que buscam a minha vida sejam envergonhados e desgraçados.

Que aqueles que conspiram mal contra mim sejam repelidos e confundidos.

Fazê-los como palha diante do vento, com o anjo do Senhor dirigindo-os.

Faça o seu caminho escorregadio e escuro, com o anjo do Senhor os perseguindo.

Sem causa eles colocaram sua armadilha para mim, sem motivo eles cavaram um buraco para mim.

Deixe a ruína ultrapassá-los de surpresa, deixe a armadilha que eles colocaram para pegá-los; deixe-os cair no buraco que eles cavaram.

Então eu me regozijarei no Senhor, exultarei na salvação de Deus.

Os meus próprios ossos dirão: “Ó Senhor, quem é como tu, que resgatas o aflito do poderoso, o aflito e o necessitado do despojado?”

Testemunhas maliciosas se apresentam, me acusam de coisas que eu não sei.

Eles me pagam mal pelo bem e eu estou sozinho.

No entanto, quando estava doente, coloquei roupa de saco, me afligiu com o jejum, solucei as minhas orações no meu peito.

Eu fui em pesar como para meu irmão, dobrou em luto como para minha mãe.

No entanto, quando tropecei, eles se juntaram de alegria, reunidos contra mim como estranhos.

Eles me difamaram sem cessar; sem respeito eles zombaram de mim, rangeram os dentes contra mim.

Senhor, quanto tempo você vai olhar?

Salve-me das feras rugindo, minha preciosa vida dos leões!

Então eu lhe agradecerei; Eu te louvarei diante da imensa multidão.

Não deixe que inimigos mentirosos sorriam para mim, meus inimigos imerecidos piscam conscientemente.

Eles não falam palavras de paz, mas contra a quietude da terra eles formam um discurso enganoso.

Eles abrem bem suas bocas contra mim.

Você vê isso, Senhor; não te cales; Senhor, não se retire de mim.

Desperta, esteja vigilante em minha defesa, em minha causa, meu Deus e meu Senhor.

Me defenda porque você é justo, Senhor; meu Deus, não deixe que eles se gabem de mim.

Não deixe que eles digam em seus corações: “Conseguimos o que queríamos!”

Não os deixe dizer: “Nós devoramos aquele!”

Coloque a vergonha e confunda todos os que apreciam o meu infortúnio.

Vista com vergonha e desgraça aqueles que desejam o meu mal.

Mas aqueles que querem o meu bem gritam de alegria e se alegram.

Que eles possam dizer: “Exaltado seja o Senhor que se deleita na paz de seu fiel servo”.

Então a minha língua contará a tua justiça, declarará o teu louvor todo o dia.

Deixe uma resposta