Se Você Usa Óculos, Você Pode Ser Mais Inteligente Do Que Quem Não Usa, Descobre Estudos

Se Você Usa Óculos, Você Pode Ser Mais Inteligente Do Que Quem Não Usa, Descobre Estudos

Um estudo recente indicou que pode haver maior inteligência e capacidade intelectual em pessoas que usam óculos!

 

Há uma chance 28% maior de que pessoas com deficiência visual tenham níveis cognitivos mais altos. Você sabia?

Quando você vê alguém usando óculos, percebe que essa pessoa é inteligente? Esse é um pensamento muito comum que foi criado em nossa cultura, pessoas com óculos são frequentemente consideradas mais inteligentes.

Agora, um novo estudo publicado na revista Nature Communications em 29 de maio de 2018, descobriu que há realmente alguma ciência por trás da teoria!

Em um dos maiores estudos desse tipo, uma equipe de pesquisadores interdisciplinares da Universidade de Edimburgo analisou dados de mais de 300.000 pessoas entre 16 e 102 anos e encontrou uma forte ligação entre a falta de visão e a inteligência.

A partir das informações coletadas, determinou-se que as pessoas que apresentavam níveis mais altos de inteligência tinham 28% mais chances de usar óculos.

Os dados foram coletados do Reino Unido, todos contêm os dados de saúde e genômicos das mais de 300.000 pessoas estudadas.

No estudo mais amplo de onde veio a descoberta, os pesquisadores analisaram como os genes herdados afetavam a função cognitiva geral.

O estudo afirma que “A função cognitiva geral é um traço humano proeminente e relativamente estável que está associado a muitos resultados importantes da vida”.

Usando o banco de dados coletado, os pesquisadores foram capazes de classificar as pessoas por níveis de inteligência e, em seguida, comparar esses níveis com outros fatores.

No estudo geral, eles também descobriram que aqueles com maior função cognitiva (inteligência) geralmente vivem mais, têm corações mais saudáveis ​​e são menos propensos a ter hipertensão.

Por mais interessante que os dados sejam, duas coisas devem ser notadas.

A primeira é que as descobertas são correlações e não necessariamente conexões concretas.

A segunda é que o ato de medir a inteligência é subjetivo, não um processo totalmente quantitativo.

Como o estudo é amplo demais para declarar definitivamente uma ligação direta entre a visão deficiente e a alta inteligência, os pesquisadores notaram que muito mais exploração do assunto precisa ser feita.

 

E você? O que acha disso? Você usa óculos? Comente abaixo e compartilhe com aquele seu amigo que não enxerga direito!

Deixe uma resposta