▷ 20 Tipos De Sambas Existentes – Lista Completa

▷ 20 Tipos De Sambas Existentes – Lista Completa

O samba é um ícone quando falamos de cultura brasileira. Ele consiste em um estilo musical que também é uma dança, e surgiu ainda durante o período colonial.

O samba chegou até o Brasil através dos escravos africanos, e provém, portanto, de uma fusão entre as culturas da África e do Brasil.

O samba é considerado como sendo um dos mais fortes pilares da cultura nacional.  Hoje iremos conhecer diferentes tipos e estilos desse ritmo tão importante para nosso país e como eles surgiram.

Tipos De Sambas Existentes

1. Samba de roda: Surgiu nos anos 1860 na Bahia, é a modalidade mais tradicional desse ritmo. Ele foi considerado, inclusive, como patrimônio imaterial da cultura brasileira. Esse samba é ligado com o culto aos caboclos e orixás, a comida, a capoeira e ao azeite.  A cultura portuguesa também está presente neste estilo, e geralmente aparece através dos incrementos de instrumentos como o pandeiro e a viola, além do sotaque.

2. Samba-canção: É um samba que surgiu no final da década de 1920, durante um processo de modernização do samba que acontecia no Rio de Janeiro. Nesse momento, o samba começava a se distanciar do maxixe. Esse samba possui um andamento mais moderado e um olhar mais elaborado nas melodias. As letras geralmente são centradas no amor, na solidão e na chamada dor-de-cotovelo.

3. Samba-enredo: Esse estilo surgiu no Rio de Janeiro na década de 1950. Ele foi criado especialmente para acompanhar as escolas de samba nos desfiles de carnaval. Geralmente falam de temas sociais e culturais e conduzem a coreografia e cenografia que a escola apresenta durante seu desfile.

4. Partido-alto: O estilo partido-alto nasceu no início do século XX, quando ocorriam processos de modernização do samba urbano na cidade do Rio de Janeiro. De acordo com estudiosos, é uma forma de samba que se aproxima muito do batuque tradicional da Angola, do Congo e de regiões próximas a esses países.

5. Samba-joia: É um termo que foi cunhado por críticos musicais na década de 1970, para definir um samba que teria uma qualidade duvidosa. Também ficou conhecido pelo nome de sambão. É um estilo caracterizado por reunir elementos de diferentes ritmos, a partir do samba, com o bolero, o soul music e a jovem guarda.

6. Sambalanço: Esse estilo de samba surgiu nos anos 50 em Boates das cidades de Rio de janeiro e São Paulo. Um dos representantes mais conhecidos desse tipo de samba é Jorge Bem Jor. O ritmo mistura elementos de outros estilos musicais e tem grande influência do Jazz.

7. Samba de breque: É um tipo de samba que possui algumas paradas rápidas, onde o cantor inclui alguns comentários, geralmente em tom crítico ou humorístico. Um dos grandes mestres conhecidos por esse tipo de samba é Moreira da Silva.

8. Pagode: O pagode nasceu em 1970 no Rio de Janeiro. É um ritmo repetitivo que se utiliza de instrumentos de percussão e também de sons eletrônicos. Ele se espalhou de forma muito rápida pelo Brasil, especialmente por conta de suas letras que são simples e românticas.

9. Samba-exaltação: O samba-exaltação é caracterizado por letras que tem um tom patriótico e que ressaltam as maravilhas do Brasil. Geralmente tem o acompanhamento de orquestra. Um dos sambas mais conhecidos desse estilo é Aquarela do Brasil, lançado por Ary Barroso em 1939 e gravado por Francisco Alves.

10. Samba de gafieira: Esse estilo foi criado na década de 1940 e geralmente tem o acompanhamento de orquestra. É um samba rápido e com um instrumental bem destacado, muito usado nas danças de salão.

11. Samba de meio-do-ano: É um tipo de samba que está associado aos festejos do carnaval, mas que pode ser ouvido em qualquer outra circunstância ou época do ano, e por isso é que leva esse nome.

12. Samba raiado: Essa foi uma das primeiras designações que o samba recebeu. De acordo com João da Baiana, apesar de ter um nome, esse samba era o mesmo que o partido alto ou a chula raiada. Outros sambistas como Caninha, contam que esse samba teve origem na chamada Casa da Tia Dadá;

13. Samba batido: é uma variação de samba existente na Bahia, voltado para coreografias.

14. Samba de morro: Também chamado como samba da autenticidade popular, é um estilo que surgiu no bairro Estácio e que através da mangueira, escola de samba muito destacada, teve um dos seus maiores redutos. Surgiu em meados da década de 1930.

15. Samba de terreiro: É uma composição com o mesmo estilo do samba carnavalesco, porém, que não é incluída nos desfiles, sendo cantado fora do período de carnaval, nas quadras das escolas para animar as festas e reuniões. Por conta do local onde é cantado que leva esse nome.

16. Samba choro: É uma variação do samba que surgiu na década de 1930. Esse samba utiliza o fraseado instrumental do choro.

17. Sambalada: É um estilo de samba mais lento, surgiu entre as décadas de 1940 e 1950, é muito similar as músicas estrangeiras que foram lançadas nesse período, como a balada e o bolero. Era um samba com finalidade mais comercial e manipulado pelas grandes gravadoras da época.

18. Sambalanço: Esse é um tipo de samba caracterizado por um deslocamento da acentuação rítmica. Foi inventado na década de 1950, por músicos que eram influenciados por orquestras de bailes e boates de São Paulo e do Rio de janeiro. Tinha como base ritmos e gêneros tradicionais dos EUA, especialmente o Jazz. Pode também ser definido como um estilo intermediário, que fica entre o samba tradicional e bossa-nova.

19. Sambolero: É um tipo de samba-canção, que foi influenciado pelo bolero, seu apogeu aconteceu na década de 1950. Imposto pelas grandes companhias de discos.

20. Sambão: Um tipo considerado muito popular e bastante comercial, sua glória aconteceu durante a década de 1970, quando se pregava o retorno dos sambas tradicionais. Nada mais é do que uma apropriação do que era conhecido como samba do morro, porém descaracterizado do estilo original.

Deixe uma resposta