Você Já Pensou Como Deus Escolhe As Mães Das Crianças Especiais?

Você Já Pensou Como Deus Escolhe As Mães Das Crianças Especiais?

Em muito se fala em como as mães de crianças especiais possuem um dom, concedido por Deus para lidar com as adversidades mais pertinentes em seu caminho junto com seus filhos.

De fato, essas mães são abençoadas e incumbidas de cuidas de duas vidas, a sua e de seu filho. Primeiro da sua, por si só, não só por egoísmo, e sim, porque sabe que para cuidar de seu filho pequeno e totalmente dependente em sua maioria das vezes, vai precisar estar totalmente bem.

Muitas religiões tratam essas mães como anjos, seres de muita luz que nessa vida vieram com a missão de repassar a seus filhos especiais uma perspectiva de vivência cheia de amor, ternura e carinho. As mães de filhos especiais são eternar lutadoras, mulheres que não se conformam com o não mediante as dificuldades e que irão defender seus pequenos com unhas e dentes.

Sobre isso, há uma história bastante interessante e tocante sobre como Deus escolhe as mães das crianças especiais, e como é perfeito o toque divino sobre cada detalhe. Confira:

“Você alguma vez já se perguntou em como Deus escolhe as mães para as crianças especiais?”

Uma vez Deus foi visto pairando sobre a terra, escolhendo as mães de crianças com muito carinho. Enquanto Deus observava, instruía também seus anjos a escrevem em um grande livro:

– Para a mãe Joana, será enviado um menino, junto dele o seu anjo da guarda, Matheus.

– Para a mãe Márcia, será enviada uma menina, junto dela uma anja da guarda, Cecilia.

– Para a mãe Rosana, serão enviados gêmeos, e para cuidar deles será enviado o anjo da guarda João, ele já está habituado.

Em seguida, Deus passa um nome para um anjo e sorrindo diz:

– Para esta mãe, quero que envie uma criança especial.

O anjo, bastante curioso, então questionou:

– Por que ela senhor? Ela é uma pessoa tão vívida e feliz!

Deus, pacientemente então explicou:

– Exatamente por isso… Como eu poderia enviar uma criança especial, para uma mãe que não saber o valor que um sorriso tem? Seria muito triste e cruel com a criança.

O anjo, ainda muito confuso continuou a questionar:

– Mas, ela terá paciência com ele?

Deus, pacientemente continuou o diálogo respondendo:

– Mas eu não desejo que ela tenha muita paciência, pelo contrário. Se ela for muito paciente, pode acabar se jogando em um infinito desespero e grande autopiedade. Mas, não sendo tão paciente, assim que o choque e o ressentimento dela por mim passarem, ela vai ser perfeita para conduzir essa criança. Eu estive ao lado dela, observando cada passo, e notei que ela tem um forte sendo de independência.

Muito contrariado, o anjo continuou:

– Mas senhor, ela terá que ensinar essa pequena criança a como viver no mundo, e isso não será fácil. Além de tudo, ao que parece, ela nem acredita que o senhor existe, Deus.

Sorridente, Deus continuou a conversa:

– Isso não importa, anjo. Eu posso muito bem dar um pequeno “toque” nela. Mas, com certeza ela é perfeita, tem o egoísmo no ponto certo.

Ao ouvir Deus, o anjo não se conteve e se engasgou:

– Egoísmo senhor? E isso é por algum motivo uma virtude para cuidar de uma criança especial?

Deus, pacientemente acenou que sim, e continuou a falar:

– Essa, não será uma mãe comum. Ela pode não conseguir viver, se ela não conseguir se separar ao menos um pouco do seu filho, mas, sim, essa será a mãe que abençoarei com uma criança menos perfeita. Claro, ela ainda não sabe disso, mas, ainda será muito invejada. Essa mãe nunca irá considerar as coisas apenas o que são, para ela, cada passo do seu filho será algo especial, e quando ele falar “mãe” pela primeira vez, ela irá sentir como se estivesse vendo um milagre. Quando ela se permitir ser fraca, e quando estiver descrevendo um por do sol para seu filhinho cego, ela poderá entender e conseguir ver minha obra completa, como pouquíssimos já conseguiram ver. Eu vou permitir que ela possa viver e presenciar coisas como a crueldade, preconceito, ignorância, mas, estarei sempre ao seu lado, a ajudando a superar tudo e todos, porque essa mãe vai trabalhar junto comigo.

– Bem, e quem o senhor Deus pensar em enviar como anjo da guarda dessa criança? – Indagou o anjo.

Com um largo sorriso no rosto, Deus disse:

– Basta dar um espelho para essa mãe. É o suficiente.

Então, mães de crianças especiais, muitas vezes no início de suas jornadas, podem achar que é muito difícil carregar o fardo proposto por Deus, e que a cruz que lhes foi proposta é demais pesada para ela carregar. Porém, para Deus, cada detalhe já foi planejado, mesmo antes daquela mãe pensar em se tornar mãe, Deus já havia permitido que ela crescesse para dar para seu filho especial, o acompanhamento como o de um anjo.

Todas as mães conseguem ser durante a nossa vida, anjos especiais que nos guiam e enchem de luz nossos dias, mas, as mães de crianças especiais são seres que irradiam a luz de Deus, são as que estão caminhando lado a lado, de mãos dadas e cada vez mais próxima do senhor, pois, só dessa forma, Deus pode enfim confiar a vida de um anjo à outro anjo.

Deixe uma resposta